ESE: Capítulo 8

Os Frutos da Tortura

Os homens avançaram em direção a Ashley e One.

 

Quando Doncrow ia ajudá-los a mulher o atacou.

 

“Você se esqueceu de mim?” Perguntou a mulher enquanto o atacava com a espada.

 

“Hummff!” Bufou Doncrow enquanto se esquivava dos golpes da mulher.

 

Um homem correu e cortou na direção de Ashley. Ela juntou as mãos e faísca começaram delas.

 

*Rsss*

 

Quando o homem se aproximou dela , ela esquivou o ataque da espada com um pouco de dificuldade e atacou o homem no peito com a sua palma.

 

“AAAAHHHHAAAAAAAH”

 

O lugar onde ela acertou a palma ficou preto e o homem gritou em agonia. A carne de seu peito foi carbonizada. Em meio ao seu desespero de ter a carne queimada, o homem parou de atacar. Ashley avançou e deu um belo chute em seu saco.

 

“AHHUUU”

 

O homem caiu de joelhos no chão e ela o finalizou com outra palma de fogo na cabeça. Ele tremeu por um instante e então caiu no chão, morto.

 

De repente Ashley se virou e viu que três homens avançavam em direção a One.

 

“One!!”

 

One realmente não sabia nenhuma técnica de cultivo e muito menos alguma técnica marcial.

 

Os homens, apesar de não saberem disso, decidiram atacá-lo pois ele parecia mais simples, diferente da menina que podia usar técnicas do elemento fogo.

 

As espadas dos homens estavam próximas a One, que as olhava intrigado.

 

Tudo parecia muito lento .Os movimentos desses homens, em comparação, com o de Senhor Liu era fachada.

 

O primeiro ataque era em direção a sua cabeça. Quando estava próxima de alguns centímetros de seu rosto, One deu calmamente um passo para o lado e um soco em direção ao estômago do homem.

 

A espada passou ao lado de seu rosto. O homem voou para trás por causa do soco e vomitou um bocado de sangue.

 

O segundo ataque veio pelas costas. Quando a espada estava a poucos centímetros de perfurar a carne de One, ele se agachou.

 

*Woosh*

 

A espada passou por cima de sua cabeça. Calmamente ele deu um soco no estômago do homem, que voou para trás dois a três passos e cuspiu um bocado de sangue.

 

O terceiro ataque veio logo depois do segundo. Um homem havia pulado na direção de One e estava cortando verticalmente. Apesar de ver o ataque se aproximando lentamente o corpo de One não respondia. A reação de seu corpo não acompanhava o que ele via.

 

A espada cortava de cima para baixo.

 

Ashley quando viu está cena ficou horrorizada.D oncrow que lutava com a mulher olhou na direção de One e franziu o cenho.

 

A mulher riu:”Só mais dois..”

 

*Craaack*

 

A espada bateu na cabeça de One e se quebrou em pedaços. O portador da espada caiu em direção a One, que o socou fortemente.

 

*Craaack*

 

Os ossos do peito do homem racharam e ele foi jogado para trás. Sangue escorria de sua boca e seus olhos estavam cheios de descrença.

 

Doncrow e a mulher, Ashley e os homens que a atacavam pararam de lutar por um momento. Seus olhos brilhavam com descrença. A mulher apesar de estar surpresa, não achou nada demais.

 

Ele deve ser do 1º passo.’

 

Essa era a conclusão que ela havia chegado. One era do 1°Passo, mas não havia usado nenha técnica de seu elemento. Pelo menos, nada era aparente. Era isso a causa da surpresa da mulher. Ela voltou seu olhar a Doncrow e quando estava próxima a falar, ela fechou a boca. Ela podia ver nos olhos de Doncrow, que ele estava surpreso, não, ele não estava surpreso.E sim descrente. Até ele achou isso fora do normal.

 

Ela olhou de volta para One e franziu o cenho.

 

Esse garoto é mais do que parece.’

 

Doncrow e Ashley não acreditavam em seus olhos. Eles haviam testado a aptidão de One no dia anterior. Sua aptidão nos quatro elementos era zero, mas agora de repente ele consegue derrotar adultos? Para um jovem de 13 anos, isso era um grande desafio. Ainda mais bandidos, que viviam dos roubos. A toda hora eles tinham que lutar para sobreviverem e por isso suas habilidades de combate eram obviamente melhores do que a de um adulto ordinário. Mas isso parecia não importar para One. Seja adultos ordinários ou bandidos, ele poderia derrotá-los facilmente. E isso era devido a uma coisa. Sua resistência. Seu corpo físico era muito mais resistente do que deveria ser. Isso ficou ainda mais evidente quando a espada quebrou em sua cabeça.

 

Se ele continuar nesse caminho, ele pode adquirir um enorme poder físico!’Pensou Doncrow

 

Mal sabem eles, mas One não adquiriu essa força física facilmente. Ele foi torturado por longos três anos pelo Senhor Liu e acabou ganhando um corpo físico forte. Quem em sã consciência gostaria de ser torturado? Mesmo que isso melhorasse a força física de One, ele ainda não escolheria isso.

 

Se One já tinha um corpo físico tão forte antes mesmo de começar a cultivar, imagine depois? Quando ele cultivasse até o 1°Passo ninguém nesse nível seria oponente para ele. Somente com técnicas mirabolantes poderiam derrotá-lo, mas infelizmente isso seria em um futuro distante pois agora One não tinha uma Técnica de Cultivo Neutra.

 

One passou a mão em sua cabeça e pensou no passado.

 

‘Ser torturado serviu para alguma coisa afinal?’ Ele sorriu inconscientemente: ’Devo agradecer ao Senhor Liu quando eu o encontrar.’

 

Um dos bandidos correu em direção a distraída Ashley. Doncrow percebeu isso e estava indo em sua direção ajudá-la; mas foi impedido pela líder dos bandidos.

 

“Ashley! Atrás!!!” Gritou Doncrow.

 

Ashley saiu de seu devaneio, mas já era tarde demais. O bandido já estava com a espada em seu pescoço.

 

A mulher então disse a Doncrow enquanto sorria: ”Mate-a!”

 

O bandido deslizou a faca no pescoço de Ashley. Sangue começou a escorrer.Ashley parecia perdida e confusa. Ela não entendia o que estava acontecendo.

 

Ela colocou a mão direita no pescoço e sentiu seu sangue. Ele era quente.Seus olhos começaram a se fechar e ela de repente sentiu um cansaço imenso.

 

Ela olhou para One e depois para Doncrow.

 

*Poft*

 

Seu corpo caiu no chão. Ela estava morta. Uma poça de sangue envolvia o seu corpo.

 

A expressão de Doncrow afundou. One estava assustado pois nunca havia ninguém morrer. Ainda mais uma pessoa próxima.