ESE: Capítulo 29

Torneio.

 

A luz do Sol entrava pela janela do quarto e iluminava tudo, inclusive o rosto de One, que não agüentou mais e se levantou.

 

“Ah! Que luz irritante!” Murmurou para si mesmo enquanto olhava para a janela.

 

“Já é de manhã, espero que não tenha perdido a hora.” Pensou consigo mesmo enquanto pegava sua espada, que tinha deixado ao lado da cama. Logo, ele saiu rapidamente de seu quarto e viu várias pessoas subindo e descendo as escadas da pousada, parecia que várias pessoas haviam alugado um quarto.

 

Pensando no quão movimentado estava a pousada, ele de repente percebeu que se não tivesse alugado um quarto mais cedo, provavelmente teria que pagar mais caro em outro lugar, ou se não, teria que dormir na rua.

 

Ele desceu as escadas e lá em baixo, na recepção, estava a jovem do dia anterior. Diferente de antes, ela não estava dormindo e sim atendendo todos os clientes com um brilhante sorriso no rosto. One se aproximou dela e quando ela o notou, não pode deixar de ficar com as bochechas avermelhadas.

 

Ele ainda se sentia muito estranho quando estava sob o olhar dela, mas não havia nada a fazer. Não era aceitável que ele chegasse perto dela e falasse “Tá me olhando porque?”, isso seria muito anti-ético, e também ele não faria tal coisa, afinal, ele não ficaria bem consigo mesmo.

 

Ao se aproximar, ela esqueceu do resto e disse a ele:”Olá Senhor, espero que tenha gostado do quarto.” One assentiu e então perguntou:”Vocês servem comida aqui, não é mesmo?’

 

A jovem assentiu e então pegou uma folha que estava ao lado.Ela deu a folha a One que a pegou e então começou a observá-la.

 

Na folha estava o nome de diversos pratos, alguns simples e outros nem tanto.

 

☆[Carne de Frango ao molho de Shotacons]

 

☆[Bife a Lolicons]

 

☆[Crustáceos de la Miles]

 

☆[Ohsu banhado com chuva dourada]

 

☆[Melon banhado a netorare]

 

☆[Omae com Nani]

 

One suspirou enquanto lia o nome dos o nome dos pratos. Agora que ele tinha dinheiro, ou pelo menos, uns trocados, ele podia comprar o que estivesse na sua faixa de custo. Apesar de ter comido bem quando estava morando na floresta, ele já tinha enjoado de comer constantemente carne, mesmo que ele colocasse algumas frutas para dar uma variada no sabor, não mudava muito. E, por isso, após ver todos esses nomes de comidas, que ele nem sabia o que era, ele não pode deixar de salivar. Apesar de não saber exatamente como eram os variados pratos somente pelo nome, ele sabia de algo; era comida. Mas claro, ele não ia se deixar levar pela fome e por isso perguntou a jovem:”Quanto custa cada prato?”

 

A jovem rapidamente respondeu:”O preço dos pratos está logo ao lado de seus nomes.” Após ela falar isso, ele olhou para o panfleto novamente e então viu os preços.

 

☆[Carne de Frango ao molho de Shotacons] – 20c

 

☆[Bife a Lolicons] – 10c

 

☆[Crustáceos de la Miles] – 20c

 

☆[Ohsu banhado com chuva dourada] – 20c

 

☆[Melon banhado a netorare] – 20c

 

☆[Omae com Nani] – 15c

 

“20c?” Murmurou ele, e apesar de seu murmurio ter sido baixo, a jovem escutou e então disse:”20c significa 20 moedas de cobre.”

 

Ele assentiu enquanto continiava a olhar para o panfleto. Após pensar por um momento ele escolheu um prato.

 

“Eu vou querer… Omae com Nani.” Disse ele a jovem, que rapidamente anotou o seu pedido e então foi até uma porta que ficava atrás da recepção, antes de sair ela disse:”Senhor, espere alguns minutos, se desejar você pode se acomodar em uma de nossas mesas.”

 

One ouviu o conselho da mulher e se acomodou em uma das diversas mesas da pousada.

 

O movimento na pousada parecia ter aumentado e por isso, várias das mesas já estavam ocupadas. As pessoas discutiam sobre todos os assuntos e One não pode deixar de escutar alguns.

 

“Eu escutei que Os Quatro Prodígios não irão vir.”

 

“Bem, é uma pena. Seria muito mais interessante com eles presente.”

 

“Mas é bem claro o porque deles não virem. Imagine? Eles são os melhores de sua geração, não há quem consiga competir.”

 

“Verdade, não haveria espaço para os outros.”

 

Depois de alguns minutos a jovem chegou a mesa até onde One estava e colocou uma bandeja em cima da mesa. Na bandeja havia o que ele havia pedido, Omae com Nani. One nunca havia visto, ouvido e nem comido tal prato e por isso ficou surpreso com o que estava em sua frente.

 

Em sua frente estava um pote de madeira simples, que continha uma sopa de legumes simples e modesta, com coloração amarela. O cheiro da sopa era ótima e One salivou ainda mais.

 

Ele olhou para a jovem e então retirou com dificuldade 15 moedas de cobre, que ele então deu a ela. A jovem pegou as moedas e então se retirou.

 

“Eu ganhei 1 moeda de prata e 35 moedas de cobre vendendo as duas espadas.Eu paguei uma moeda de prata pra ficar nessa pousada… algumas moedas para entrar e outras por essa comida… só me sobra alguns restos…” Pensou One enquanto sentia seu coração arder de dor, tudo era muito caro.

Os pensamentos dele eram profundos e por isso ele não percebeu que um homem voava em sua direção.

 

*POFT*

 

O corpo do homem caiu em cima da mesa acordando One de seus pensamentos. Com o cenho franzido ele olhou para o homem e então ele ficou estático.

 

Um homem que aparentava ter mais de trinta anos se aproximou da mesa de One, enquanto sorria.

 

“Esse cara era muito fraco e ainda quis arrumar briga comigo? Que lixo!” Disse o homem enquanto enchia o peito. Ele parecia um galo devido ao seu ego inflado.

 

“Foi você?” Uma voz perguntou.

 

O homem olhou ao redor e percebeu que a voz vinha de um jovem garoto de aparência inocente. Após perceber que a barra estava limpa, ele sorriu arrogantemente e se aproximou lentamente dele:”Não me culpe jovem, esse fraco que mexeu comigo.”

 

Era evidente, o homem estava ameaçando One.

 

 

 

 

 

 

  • Vitor Vieira

    Muito bom