ESE: Capítulo 22

Jimmy Giz.

 

O homem gordo retirou a chave de seu quarto e abriu a porta. Ele entrou e viu o pequeno quarto, com um sofá, uma cama, uma mesa e duas cadeiras. A mobília não era nada extravagante, mas era o necessário.

 

Quando estava prestes a fechar a porta ele viu um jovem. O jovem estava parado na porta enquanto sorria.

 

O homem gordo franziu o cenho, depois de ver as espadas na cintura do jovem ele ficou mais cauteloso:”Quem é você?”

 

O jovem piscou seus olhos azuis enquanto sorria e então falou:”Eu sou o proprietário deste quarto.”O cenho do homem se aprofundou ainda mais enquanto ele balançava a cabeça:”Me desculpe, mas eu acabei de alugar este quarto.”

 

One olhou nos olhos do homem e falou calmamente:”Você pode escolher este quarto ou a sua vida. O que eu desejo, ninguém toma. Mesmo que seja um grão de areia.”

 

O homem parecia estar perdido. Ele não entendia o que estava acontecendo.

 

‘Esse jovem está me ameaçando…?’

 

Antes que o homem pudesse responder, One deu um passo a frente.

 

*Bhloolloooww*

 

Um soco pousou no estômago do homem e então ele caiu no chão, sangue escorria de sua boca e seus olhos nem pareciam ter visto a ação do jovem. O homem morreu sem saber como, o motivo era simples: Ele alugou o quarto ao qual One desejava.

 

One passou por cima do cadáver do homem e olhou o quarto.

 

“Isso vai servir.” Murmurou ele.

 

One olhou novamente para o cadáver do homem e então o agarrou pelas duas pernas e começou a arrastá-lo.

***

Ele desceu as escadas e então chamou o jovem, que estava na recepção. O jovem olhou para One e suspirou secretamente. Ele esperava que One pudesse esquecê-lo, para que então ele pudesse fugir. Infelizmente, One demorou só alguns minutos.

 

A recepcionista estava cheia de dúvidas. O que o jovem de olhos azuis havia ido fazer no segundo andar? Apesar de suas dúvidas, ela não perguntou nada.

 

O jovem seguiu One enquanto subia as escadas e logo eles estavam na porta onde One havia matado o homem. Até este momento o jovem não suspeitava de nada até que ele viu One abrir a porta calmamente.

 

A porta deveria estar trancada. Todos trancam a porta após entrar e sair do quarto, isso é, obviamente, por causa da segurança. Se um humano normal tentasse quebrar as portas, essa pessoa seria rapidamente notada, fazendo assim, com que, as pessoas o prendessem. Se a porta estivesse aberta, qualquer um poderia entrar e pegar suas coisas, por isso, todos trancavam as portas. Esse era um bom sistema, até porque as portas eram resistentes e as janelas também, não havia maneira alguma de alguém entrar em seu quarto.

 

Mas algo que ninguém esperava, aconteceu. Um cultivador havia matado um mortal. Isso apesar de, não ser raro, era relativamente incomum. Cultivadores eram normalmente adorados por causa de sua força e também pelo seu fundo familiar, que normalmente também era grande, por isso, eles nunca se abaixariam para matar um reles humano, mas hoje isso havia acontecido. Ninguém esperava que um jovem de rosto inocente, mataria uma pessoa, simplesmente por causa de um quarto. Se isso ficasse conhecido, One seria tachado como louco. Um cultivador louco e frio.

 

O jovem estava com o cenho franzido e suor não pode deixar de escorrer pelas suas costas. Ele sentia que, o quê estava dentro daquele quarto, poderia surpreendê-lo.

 

One entrou no quarto e ele entrou logo depois, para sua surpresa, não havia nada demais no quarto.

 

*Suspiro*

 

Uma cama, um sofá, uma mesa e duas cadeiras. Nada de mais.

 

“Sente-se, você irá me falar tudo.” Disse One friamente para o jovem.

 

O jovem, não podia evitar e tremer quando aquele olhar frio de One caía sobre ele. Com rapidez ele sentou-se em uma das cadeiras da mesa e ficou de cabeça abaixada.

 

“Qual o seu nome?” Perguntou One enquanto sentado na outra cadeira.

 

Mesmo que One fosse frio e louco, ele ainda tinha que saber certas coisas para continuar um diálogo. Chamar alguém de ‘você’ continuamente, não é muito prático.

 

“J-jimmy Giz, jovem mestre!” Respondeu o jovem enquanto tremia levemente.

 

O medo do jovem era evidente e até mesmo One continuava se perguntando algo:’Será que ele tem medo das minhas ações ou por eu ser um cultivador?’

 

One realmente não sabia se o jovem Jimmy Giz, tinha medo por causa de sua frieza ou por causa dele ser um cultivador. Apesar de sua curiosidade, One não perguntaria tal coisa.

 

“Jimmy Giz, uhm? Qual a sua idade?”

 

“E-eu tenho 15 anos, jovem mestre!” Respondeu o jovem, seu corpo continuava a tremer levemente.

 

De repente, a cadeira do jovem tremeu e então começou a rachar.

 

*Craaack*

 

Antes que o jovem pudesse fazer algo, as pernas da cadeira se quebraram e então ele caiu no chão. Jimmy estava surpreso, a cadeira era tão ruim assim?

 

Quando ele estava prestes a se levantar ele viu algo em baixo da cama. De repente, seu rosto começou a ficar pálido e seu corpo inteiro tremia. Ele olhou para One, que sorria calmamente para ele.

 

“Você está bem?” Perguntou calmamente One.

 

Jimmy olhou novamente para baixo da cama e desta vez ele tinha certeza.

 

Aquilo era um braço.

 

Ele não havia reparado antes por causa do lençol da cama ser grande e tapar quase tudo, mas depois de cair no chão ele reparou.

 

“T-t-talvez… n-não s-s-seja só um b-braço…” Murmurou ele sem perceber enquanto tremia de medo.

 

“Hahahaha!” Ele escutou a risada de One e então olhou para ele.

 

”Aquilo? É um cadáver inteiro, não quis me dar ao trabalho de cortar em pedaços.” Disse One enquanto ria.

 

 

 

  • Pedro Lucas Francischini

    WTFFFFFFFFFF veio essa porra não da pra passar agora ;-; vou abandonar to com preguiça de escrever ESE no google capitulo 23 😀