ESE: Capítulo 13

O Qi do fogo

 

One foi até o local onde havia enterrado a Técnica de cultivo e a desenterrou. O pergaminho estava um pouco sujo, mas nada demais. Ele foi até sua cabana, sentou-se e abriu o pergaminho.

 

O pergaminho era pequeno e continha só um metro de comprimento. Ele examinou o conteúdo e sorriu. Não haviam palavras, somente desenhos explicando quais movimentos deveriam ser feitos.

 

One observou os desenhos com muita expectativa. Ele só acreditaria que não tinha aptidão quando ele mesmo visse! Não acredite totalmente nas palavras dos outros e sim em si mesmo!

 

O primeiro desenho mostrava uma figura, que parecia ser um homem, com as pernas cruzadas e as duas palmas viradas uma para a outra na frente do peito, o homem parecia estar no topo de um vulcão. A segunda mostrava o homem inspirando e expirando profundamente. A terceira mostrava o homem mexendo suas duas mãos suavemente em frente ao seu rosto. A quarta figura mostrava o chamado Dantian. Apesar de ser totalmente ignorante a grande parte do cultivo, One sabia algumas coisas.

 

“Doncrow disse que o Dantian é onde se localiza as forças de cultivo de uma pessoa. Se um cultivador perder o seu Dantian, ele nunca mais poderá cultivar e será considerado um aleijado.”

 

Nessa quarta figura mostrava o Qi dos elementos se reunindo no Dantian do homem. Esse Qi era retirado da lava do vulcão onde o homem estava.

 

One realmente estava emocionado. Seu coração tremeu e ele decidiu experimentar. O homem na primeira figura estava em cima de um vulcão e obviamente One não conhecia um vulcão e mesmo se conhecesse ele não poderia ficar diretamente em cima de um vulcão. Após pensar um pouco ele decidiu acender uma fogueira. Seguindo sua lógica, ele pensou que como era uma técnica de cultivo do fogo qualquer tipo de fogo serviria. Seja a lava de um vulcão ou o fogo de uma fogueira.

 

Após acender a fogueira ele colocou o pergaminho de lado e sentou-se ao lado dela. Seguindo os movimentos do homem, ele cruzou as pernas e juntou as duas palmas na frente do peito. Ele inspirou  profundamente o ar e então expirou.

 

E então ele mexeu suavemente as duas mãos, como o homem no pergaminho. Ele fez tudo meticulosamente.Após tentar mexer os braços assim durante cinco minutos nada aconteceu.

 

Ele insistiu.

10 min

20 min

30 min

1 hora

 

One baixou seus braços e olhou para o céu.

 

“Talvez… não tenha funcionado porque é de noite..”

 

O céu já estava escuro e a lua já havia aparecido.

 

O que One acabara de falar era obviamente uma mentira que estava usando para não se deixar desanimar. A técnica não funcionou por causa que era de dia? Uma grande besteira. Apesar de o Sol ajudar grandemente os Mestres cultivadores do fogo, isso não se aplicava a One. Se ele não conseguia retirar o Qi de uma fogueira, que diferença faria o Sol para ele?

 

Ele apagou a fogueira e pegou o pergaminho novamente.

 

*Suspiro*

 

“Agora a pouco que anoiteceu… esperar acordado o dia chegar demorará… é melhor dormir para passar mais rápido..”

 

Com o pergaminho em mãos ele deitou-se em sua cama feita de palha e madeira, que estava dentro de sua pequena cabana.

***

O sol estava nascendo.Da posição dele era possível estimar que deveria ser 6 horas da manhã.

 

Dentro da pequena cabana de madeira, que ficava ao lado da cachoeira se encontrava One. Ele não havia dormido a noite inteira, sua ansiedade era tanta, que ele treinou mentalmente a noite inteira. Muita das vezes que ele estava treinando mentalmente, ele acabava se imaginando tendo sucesso e extraindo o Qi da fogueira. Ele já havia decorado cada detalhe do pergaminho de tanto que o analisou.

 

Quando viu o primeiro raio de luz solar ele sorriu.

 

“Passou tão rápido? O tempo realmente voa!”

 

Com ânimo e vigor ele saiu de sua cabana pelado e tomou um belo banho na cachoeira.Após sair da cachoeira ele esperou por um tempo para que seu corpo se secasse naturalmente. Depois um tempo ele colocou suas roupas desgastadas mas limpas e adentrou a floresta.

 

Em poucos minutos ele voltou com um coelho morto. Ele havia pegado umas frutas, mas no meio do caminho ele acabou comendo.

 

Ele acendeu a fogueira e colocou o coelho a assar. Depois de algumas dúzias de minutos a comer estava pronta e então ele a devorou.

 

Uma hora se passou desde que ele acordou. O sol já iluminava tudo e todos. One até começou a sentir que estava calor. Hoje seria um dia quente! Se ele não conseguisse extrair o Qi da fogueira ele realmente teria que desistir!

 

Ele cortou mais algumas madeiras com sua espada e adicionou ao fogo. Estava na hora. Ele sentou próximo da fogueira e começou a fazer os movimentos.Pernas cruzadas, palmas viradas uma para outra na frente do peito.Inspiração e expiração. Movimentos suaves com a mão.One fechou os olhos e tentou sentir o Qi da fogueira.

 

30 minutos

1 hora

 

One parecia hipnotizado e não se deu conta que já havia passado uma hora neste estado.

 

Dentro de sua mente ele começou a sentir um fogo escaldante.

 

Em meio a escuridão de sua mente ele viu uma pequena chama. Ela era do tamanho de uma unha. Uma chama minúscula. Ele inconscientemente sorriu e começou a se aproximar da pequena chama. Quando estava na frente da pequena chama ele ergueu o braço.

 

“Você é minha!”Ele murmurou.